sábado, 10 de março de 2012

Capítulo 3

           - Devo confessar que não estava à espera de a ver aqui a esta hora à minha mesa. O que lhe aconteceu para estar com essa carinha e com tanto apetite?
Laura já tinha bebido duas chávenas de café e comido um prato cheio de panquecas, o que significava que não estava bem. Melissa era uma mulher observadora e apercebera-se desta maneira de ser dela.
         - Oh, nem sabe o quão agradecida estou por me receber a esta hora em sua casa, estava mesmo a precisar de companhia.
         - Então, quer desabafar?
         - A minha mãe acha que eu preciso de férias e convidou-me para ir com eles.
 - Isso é ótimo! Eu pessoalmente já acho o mesmo, tem andado com um ar tão mau e não tem dormido e se alimentado como deve ser que eu sei! E onde vão?
 - Cape Road.
         Melissa estava a par de toda a história. Durante estes anos ela fora o ombro amigo de Laura. Era impossível não se deixar levar pela simpatia e pelas palavras amáveis de Mel, ela sabia dar concelhos como ninguém.
         - Hum, estou a ver. E aceitou?
         - Sim, acho que a melhor maneira de virar a página é voltar lá e então depois seguir em frente.
         - Mas, para estar aqui hoje, está com dúvidas, certo?
         Laura assentiu, não queria dar a parte fraca. Esta era uma das características da sua personalidade forte, retraía-se sempre que alguém lhe desmontava a sua armadura.
         - Tomou essa decisão com o coração então é realmente isso que quer fazer. A sua cabeça diz-lhe que está a ir por um caminho tortuoso mas nunca ninguém disse que a vida era fácil. Se realmente sente que voltar é o melhor para si, faça isso. Seja espontânea por um momento, é sempre tão racional…
         - A Melissa acha que tomei uma boa decisão em voltar?
         - O que eu acho não importa, mas sim o que a menina sente aqui dentro. – Melissa apontava agora para o coração de Laura com uma cara de compaixão e compreensão.
Melissa sabia muito bem pelo que Laura estava a passar, ela própria já tinha estado numa situação semelhante, mas não tomou a decisão certa. Na altura, ela optou pelo caminho mais fácil pondo de parte todos os seus sentimentos. Depois de ver o seu grande amor partir e construir família, nunca mais foi a mesma, não se permitiu apaixonar de novo por mais ninguém.
         - Mas se quer saber, eu acho que tomou a decisão certa.
         - Obrigada Mel. Eu gosto muito de si, nunca duvide disso.
         - Eu sei meu amor, eu também gosto muito de si. Mas não se livra de ter de comer tudo!
 - Só mais uma coisa! Se eu for o Tobias pode ficar aqui consigo? É que eu não o queria deixar em mais lugar nenhum porque sei que ele gosta muito de si e que você cuida muito bem dele… Eu faço questão de lhe pagar, claro …
 - Que tolice, não quero dinheiro nenhum, poupe-o para comprar comida para se alimentar direito. Tenho muito gosto de poder ficar aqui com ele. Antes de partires trazes-mo cá!
O resto da manhã foi passado entre gargalhadas e panquecas. 

 Marina Pinho

11 comentários:

  1. obrigada princesa :)
    já agora , escreves muito bem !

    ResponderEliminar
  2. ahahah , a sério ? então porquê ? :)

    ResponderEliminar
  3. Dear, I am hosting FoxHouse international giveaway currently, where you can win $50 worth of Apparels and Shoes...Would mean a lot...Just click the link below to enter :)

    Enter FoxHouse giveaway and win $50
    ♡ StylishByNature.com

    ResponderEliminar
  4. também não comecei há muito tempo, só comecei em Novembro :)
    não escrevo nada melhor que tu, escreves muito bem !

    ResponderEliminar
  5. mas mesmo assim escreves muito bem (:

    ResponderEliminar
  6. de nada :)
    ponho a partir deste site : http://scmplayer.net/

    ResponderEliminar
  7. de nada, outra vez :)
    se não conseguires pôr, depois pergunta

    ResponderEliminar